;

Artigos

  1. CRO RN
  2. Artigos

A Odontologia Hospitalar e a Importância do Relacionamento com a Equipe Médica

A Odontologia Hospitalar (OH) começou na América a partir da metade do Século XIX com os esforços dos doutores Simon Hullihen e James Garretson. Com o tempo, a OH passou a ser contemplada no Código de Ética  Odontológico Brasileiro e se tornou tema de interesse para muitos estudiosos.

Hoje se sabe da importância da odontologia na prevenção, no tratamento e no acompanhamento dos pacientes internados de forma intensiva. Hospitais que inseriram o Cirurgião-Dentista em suas equipes apresentaram redução importante no número de casos de Pneumonia Aspirativa e de óbitos, assim como no tempo de internação. Além disso, os custos com estes pacientes e o número de medicamentos necessários diminuíram significativamente.

São muitas as alterações bucais que repercutem no organismo do indivíduo, assim como existem patologias sistêmicas que apresentam manifestações em boca. Dessa forma, é grande o número de complicações que podem ser evitadas com o acompanhamento correto de uma equipe formada por todos os profissionais da área de saúde .

A OH é uma área de atuação que contempla todas as especialidades odontológicas e está inserida dentro de um contexto multi, inter e transdisciplinar, de forma que o paciente receba o cuidado de forma plena. Para que isto ocorra, é de suma importância que os médicos, enfermeiros, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e todos os outros integrantes da equipe médica entendam a importância da Odontologia neste contexto e indiquem a avaliação odontológica, solicitem laudos ou discutam sobre a necessidade de intervenções.

No nosso estado, existem cada vez mais Cirurgiões-Dentistas capacitados para o atendimento do paciente dentro de equipe interdisciplinar, com objetivos que vão além da cura do problema dentário ou da mucosa oral.

 

Diana Rosado Lopes

Presidente da Comissão de Odontologia Hospitalar do CRO-RN

Diana Rosado Lopes