Notícias

  1. CRO RN
  2. Notícias

III Encontro de Odontologia Hospitalar do CRO-RN lota auditório do Conselho

III Encontro de Odontologia Hospitalar do CRO-RN lota auditório do Conselho
Auditório lotado no Encontro de Odontologia Hospitalar com palestra do Dr. Paulo Sérgio

A Comissão de Odontologia Hospitalar do CRO-RN promoveu na sexta-feira, 23, das 19h às 22 horas, o III Encontro de Odontologia Hospitalar do Rio Grande Norte, que contou com a participação do professor Paulo Sérgio da Silva Santos, da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB/USP).

Com o auditório do CRO-RN lotado, o Dr. Paulo Sérgio falou sobre “Ciência e Ética no Exercício da Odontologia Hospitalar” em sua palestra.

Segundo coordenador do Curso de Habilitação em Odontologia Hospitalar pela Fundação Bauruense de Estudos Odontológicos (FUNBEO), a odontologia hospitalar é a área de atuação do cirurgião-dentista generalista ou especialista em ambiente hospitalar, onde executa procedimentos odontológicos de baixa, média e alta complexidade em pacientes internados, participando do processo terapêutico de cura ou de melhora da qualidade de vida, independente do tipo de doença.

Como presidente da Comissão de Odontologia Hospitalar do CRO-RN, o Dr. José Endrigo Tinôco apresentou em sua palestra o “Ensino da Odontologia Hospitalar”.

Já a presidente da Câmara Técnica de Pacientes Especiais do CRO-RN, Dra. Áquila Dantas, falou do “Atendimento Hospitalar Odontológico à Pessoa com Deficiência”.

O Dr.Marco Aurélio de Oliveira, do grupo Auxiliar de Saúde Bucal da SESAP-RN, mostrou o “Cenário da Odontologia Hospitalar do RN”, falando das normas para a odontologia em ambiente hospitalar, dos problemas identificados, como a falta de qualificação, ou seja, sem especialização, e os com especialização já na eminência de aposentadoria.

O ex-presidente do CRO-RN e conselheiro Federal, Eimar Lopes, criticou a falta de vontade política dos gestores para ampliação da odontologia hospitalar no Estado. Como coordenador do programa de Odontologia Hospitalar do Hospital Walfredo Gurgel, Lopes reconheceu a falta de apoio do pessoal da SESAP para ampliar a odontologia hospitalar no Rio Grande do Norte.

Segundo o conselheiro Federal, no  Walfredo Gurgel só foi implantado o programa pelo apoio da direção do hospital. Lopes criticou o governo por não apoiar a odontologia hospitalar na rede pública do Estado.

Atualmente, além do hospital Walfredo Gurgel, a odontologia hospitalar existe de forma ainda precária nos hospitais Santa Catarina, João Machado, Maria Alice (Natal) e Deoclécio Marques de Lucena (Parnamirim) e nos regionais de Currais Novos e de Pau dos Ferros.

O evento foi organizado pela Comissão de Odontologia Hospitalar e pela Câmara Técnica de Pacientes Especiais do CRO-RN.

Confira a galera a galeria de fotos clicando aqui

Outras Notícias