Notícias

  1. CRO RN
  2. Notícias

CRO-RN distribui leite em duas instituições filantrópicas de Currais Novos

CRO-RN distribui leite em duas instituições filantrópicas de Currais Novos

O CRO-RN distribuiu na sexta-feira, 24, as latas e pacotes de leite em pó que os dentistas e auxiliares de Currais Novos e dos municípios da 4ª. Regional de Saúde doaram no ato das inscrições para o II Ciclo de Palestras.

O leite foi entregue pela conselheira do CRO-RN, Jane Nóbrega, e pelos cirurgiões-dentistas Theófilo e Sílvio, que indicaram duas instituições filantrópicas de Currais Novos para receberem o produto: a Casa do Pobre e a Sociedade de Proteção e Abrigo dos Velhos Monselhor Paulo Herôncio.

Também acompanhou a entrega do leite a cirurgiã-dentista e palestrante do ciclo, Dra. Cláudia Frederico de Melo.

A Casa do Pobre atende cerca de 50 crianças e o Abrigo dos Velhos acolhe cerca de 40 idosos.

A Sociedade de Proteção e Abrigo dos Velhos fica situada na Praça Monsenhor Paulo Herôncio, 42, e tem 54 anos de atividades.

A MÃE DOS POBRES

A Casa do Pobre Madre Francisca Lechner é uma instituição filantrópica que cuida de crianças abandonadas e foi fundada pela irmã Ananilia, 88 anos, que desde 2013 se afastou da direção, mas continua como presidente emérita, trabalhando com sua equipe de funcionários.

Conhecida em Currais Novos como “a mãe dos pobres, a irmão Ananília pertence a Congregação das Filhas do Amor Divino Nossa Senhora das Neves. Ela fundou a casa em 1992 para abrigar e

Atualmente, o presidente da Casa do Pobre é José Marcilio de Araújo, que assumiu no lugar da irmã em 2013 com a renúncia dela.

Mantida por doações da comunidade e convênios com a prefeitura de Currais Novos e com a Assembleia Legislativa, a instituição atende atualmente cerca de 50 crianças de zero a 10 anos, algumas delas são encaminhadas pela Justiça para adoção. Outras são deixadas pelas mães enquanto elas trabalham.

O FILME

Conhecida como a “mãe dos pobres”, a irmã Ananília nasceu em Cerro Corá (RN), em 19 de abril de 1930 e foi batizada como Iolanda Gomes de Assis.

Em 1949, em Assu, ela entrou para o convento das Filhas do Amor Divino e em 1958 fez seus votos de pobreza e emn homenagem  avó adotou o nome de Ananília como irmã.

Ao longo de sua vida religiosa, a irmã Ananília foi professora e se dedicou a cuidar dos pobres.

Depois de morar 30 anos no convento de Caicó, a religiosa foi transferida para Currais Novos, onde começou a sua obra de ajudar os pobres, fundando em 26 de julho de 1992 a Casa do Pobre para acolher adultos e crianças.

“Caridade é a virtude mais querida do Senhor”, diz a irmã.

A Casa do Pobre já chegou a atender uma média de 150 pessoas por dia oferecendo almoço, mas hoje atende mais crianças que aguardam adoção e aquelas abandonadas pelos pais. A instituição também acolhe os filhos de mães que trabalhavam e passam o dia numa espécie de creche.

A vida de dedicação às pessoas mais pobre da Irmã Ananilia já virou até filme-documentário com direção de Carlos Medeiros.

A Casa do Pobre está localizada na Rua Dix Sept Rosado, 242, Centro, em Currais Novos, e doações em dinheiro podem ser feitas diretamente na conta da instituição no Banco do Brasil:

DOAÇÕES PARA AS INSTITUIÇÕES

Sociedade de Proteção e Abrigo dos Velhos Monselhor Paulo Herôncio

Tel.: (84) 3432-1229

Caixa Econômica Federal

Agência: 0805

Operação: 003

Conta Corrente: 501-01

Caso do Pobre –

Tel.: (84) 3312-3864

Banco do Brasil

Agência: 0361-1

Conta Corrente: 9.104-9

Confira a galera a galeria de fotos clicando aqui

Outras Notícias