;

Notícias

  1. CRO RN
  2. Notícias

Comissões de servidores do CEO da Ribeira e do CRO vão participar da sua reforma

Os funcionários do CEO (Centro de Especialidades Odontológicas Morton Mariz), localizado no bairro da Ribeira (CEO), tiveram nesta quinta-feira, dia 14, uma reunião com a gerente do Distrito Sanitário Leste, Elisama Batista, para tratar do fechamento da unidade para reforma.

Depois de 2 horas de conversas, ficou acertado que os servidores do centro vão acompanhar a reformar por meio de uma comissão composta por representantes do CEO, do Conselho Regional de Odontologia do Rio Grande do Norte (CRO-RN) e do Sindicato dos Odontologistas (SOERN).

Também ficou acordado que uma comissão formada pelos representantes dos setores de Urgências, do CEO, das enfermeiras, das Auxiliares de Saúde Bucal e do pessoal de apoio vai ouvir as reivindicações de cada área da unidade para depois apresentá-las à gerência do Distrito Sanitário Leste. A primeira reunião dessa comissão ficou marcada para  próxima quarta-feira, a partir das 8 horas, no CEO Morton Mariz.

Os presidentes do CRO-RN, Eimar Lopes, e do sindicato dos Odontologistas, Ivan Tavares Farias Júnior, também participaram da reunião realizada no auditório do distrito, no bairro da Ribeira, que contou ainda com a participação da coordenadora de Saúde Bucal da secretaria Municipal de Saúde, Vera Castro, e da diretora da unidade da Ribeira, Marlene Batista de Vasconcelos.

O CEO da Ribeira, que conta com um setor de urgências 24 horas, foi fechado pela secretaria Municipal de Saúde na última terça-feira, dia 12 de maio, depois que o Conselho Regional de Odontologia do RN (CRO-RN) e o sindicato dos Odontologistas do RN (SOERN) decidiram orientar os dentistas a não mais atender na unidade por falta de condições.  Desde o início de março, o centro já sofria as conseqüências das fortes chuvas que atingiram Natal com maior intensidade a partir fevereiro.

O telhado do prédio que abriga o CEO e o setor de Urgências 24 horas apresentou muitos problemas, com goteiras por quase toda a unidade. No início de março, oito das 14 salas que abrigavam os atendimentos ambulatoriais e de urgências tiveram que ser interditadas pela própria direção da unidade, diante do risco do teto de gesso desabar.

A situação se agravou no final de abril, quando uma parte do teto de gesso de uma sala de urgência, já interditada, desabou. Na sala de espera, baldes foram colocados para armazenar a água da chuva que escorria do teto.

Com o atendimento suspenso na unidade da Ribeira, as urgências serão atendidas na unidade de Saúde do bairro de Mãe Luiza.

A secretaria Municipal de Saúde está vendo com os cirurgiões-dentistas dos ambulatórios a possibilidade de transferir alguns deles para atendimento na unidade de Brasília Teimosa, na praia do Meio.

A reforma do prédio da Ribeira deve começar num prazo máximo de 15 dias, segundo a gerente do distrito Leste. A obra de reforma deve ficar pronta em três meses, com a unidade recebendo um novo telhado e uma laje, além de divisórias para separar as salas do atendimento ambulatorial das salas de urgências. O CEO da Ribeira também vai ganhar uma nova sala de prótese com a reforma.

A prefeitura ainda não informou o nome da empresa que vai fazer a reforma, que deverá ficar em R$ 150 mil.

A gerente do Distrito Sanitário Leste, Elisama Batista, disse que não vê problema em o CRO-RN e O SOERN acompanharem a execução da obra, bem como acha salutar que os servidores do centro possam colaborar com sugestões para que a reforma atenda as necessidades dos profissionais ali lotados, bem como da própria população.

Veja as fotos dessa reunião no menu "Álbum de Fotos", clicando em "CEO da Ribeira e as chuvas".

Outras Notícias