;

Notícias

  1. CRO RN
  2. Notícias

CEO da Ribeira está sem condições para atender

Depois de dois meses da interdição de oito salas do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Dr. Morton Mariz, no Bairro da Ribeira, devido as chuvas, sem que a prefeitura de Natal providenciasse reparos no teto, o CRO-RN e o sindicato dos Odontologistas vão pedir a interdição total das dependências da unidade.

Para os presidentes do CRO-RN, Eimar Lopes, e do SOERN, Ivan Tavares
Farias Júnior, a situação agora, depois das últimas chuvas do final de abril e dessa madrugada de domingo para segunda-feira (dia 11), chegou ao limite, colocando em risco os profissionais que trabalham na unidade de referência odontológica, além da população que recorre aos seus serviços.

Nesta terça-feira, a partir das 9h30min, os profissionais de odontologia vão parar o atendimento para denunciar as precariedades das instalações.

Nas chuvas de fevereiro, a própria direção do CEO interditou oito dos 14 consultórios devido a falta de condições de atendimento, já que as goteiras estavam colocando em risco os equipamentos e o teto de gesso estava para desababar.

No final de abril, numa das salas de urgência interditada em março, um pedaço de gesso desabou, abrindo um buraco com quase um metro de diâmetro, onde é possível ver o telhado.

As salas de Urgência e Pronto Atendimento estão interditadas e os consultórios dentários tiveram que ser removidos e protegidos por plásticos.

O CEO da Ribeira é o hospital Walfredo Gurgel da odontologia por ser um centro de referência odontológica com atendimento 24 horas, que recebe pessoas de todas as partes da cidade. O centro atende seis especialidades de saúde bucal.

Na sala de espera, os usuários convivem com baldes que são colocados no chão para receber a água das goteiras.

Segundo o presidente do CRO-RN, que dá plantão nesse CEO, nas últimas chuvas fortes, ficava impossível desviar das goteiras.

Para Eimar Lopes, basta vontade dos gestores para solucionar o problema em definitivo, fazendo uma recuperação total do teto do centro e não apenas fazendo remendos no teto de gesso da unidade. "Os gestores nos últimos anos só fizeram maquiagem no centro, consertando o gesso, mas não mexendo na estrutura de madeira  e nas telhas", disse indignado Eimar Lopes.

Diante do risco de curto-circuito nos equipamentos e mesmo de choque elétrico nos cirurgiões-dentistas, auxiliares de saúde bucal e pacientes, o atendimento odontológico na urgência Dentística está suspenso desde o início de março.

A administradora do CEO, Mozanita da Rocha Bezerra, em março já reclamava da situação do centro. "Foram feitos reparos aqui na unidade apenas no forro de gesso, mas o trabalho que deveria ser feito no telhado nunca foi feito”, disse Mozanita.

Durante o dia dessa segunda-feira (11), a administradora do CEO recebeu a informação do setor de engenharia da prefeitura que o trabalho de reforma do centro será iniciado nesta terça-feira.

Já na noite de segunda-feira, o pessoal de atendimento do CEO já informava aos usuários que o centro seria fechado a partir das 22 horas, sem data para sua reabertura.

O presidente do CRO-RN recebeu a notícia do fechamento do CEO para reforma no final do dia e disse que pretende formar uma equipe com o sindicato para acompanhar os trabalhos.

Enquanto o CEO estiver fechado, os atendimentos de urgências odontológicas serão feitos nas unidades dos bairros onde já existe este serviço. Os tratamentos odontológicos ficam suspensos até a reabertura do CEO.

Segundo Lopes, em média, a unidade da Ribeira fazia cerca de 200 atendimentos por dia.  Agora, os usuários do SUS terão que procurar outras unidades.

A equipe de acompanhamento das obras de reformar do CEO deverá ser formada nos próximos dias, depois de uma reunião a ser marcada em conjunto o CRO-RN e SOERN.

O presidente do CRO-RN disse que a finalidade desse grupo é acompanhar as obras e cobrar agilização nos trabalhos para que a população não fique muito tempo sem os serviços odontológicos do CEO da Ribeira. "A gente também espera que dessa vez seja feito um trabalho de reforma descente, recuperando toda a estrutura de madeira e  telhado, não ficando apenas na maquiagem, trocando apenas as placas de gesso do forro', disse.

Outras Notícias