;

Notícias

  1. CRO RN
  2. Notícias

Fiscais do CRO-RN interditam eticamente dois consultórios em UBSs de Nova Cruz

Fiscais do CRO-RN interditam eticamente dois consultórios em UBSs de Nova Cruz
Consultório interditado na UBS Santa Lúzia em Nova Cruz

A equipe de Fiscalização do CRO-RN esteve nos dias 2 e 3 de maio nos municípios de Lagoa de Pedra e Nova Cruz, onde neste último interditou  dois consultórios em duas das cinco unidades básicas de saúde visitadas. As interdições aconteceram nas UBSs Maria dos Prazeres da Costa e Santa Lúzia.

Nas outras três unidades fiscalizadas foram encontradas algumas irregularidades e foi concedido prazo de 30 dias para sanar os problemas.

No município de Lagoa de Pedra a fiscalização do CRO-RN esteve em duas unidades básicas para confirmação de desinterdição que foi feita à distância, depois que a secretaria Municipal de Saúde enviou fotos dos serviços realizados depois da primeira visita em fevereiro deste ano.

Na UBS Maria dos Prazeres, no sitio Lagoa Limpa, na zona rural de Nova Cruz, a equipe de Fiscalização (cirurgiões-dentistas Francisco de Assis de Souza Júnior e Petula Maria de Souza) resolveu interditar eticamente o seu consultório dentário por não apresentar condições dignas e salubres para atender a população e para o trabalho dos profissionais de odontologia.

No relatório de visita os fiscais descrevem que no consultório há muita infiltração e foco de insalubridade no teto, ferrugem na cadeira, janelas quebradas, cupim no teto e janela, além de falta de suporte para a caixa de lixo perfuro cortantes e falta saco de lixo hospitalar.

A interdição ética implica que a equipe de Saúde Bucal não poderá atender pacientes no local até que a secretária Municipal de Saúde de Nova Cruz providencie a reforma da sala e dos itens ausentes.

O outro consultório interditado na UBS Santa Lúzia, no bairro de Santa Lúzia, também por falta de condições dignas de atendimento dos usuários do Sistema Único de Saúde e de trabalho, segundo os fiscais, apresenta muita infiltração no teto, forte odor de mofo, ausência de suporte para a caixa de lixo perfuro cortantes, além de janela vedada, sem ventilação. Já o setor de expurgo tem infiltração e foco de insalubridade.

Nas outras três unidades básicas visitadas a equipe de Fiscalização encontrou irregularidades e no termo de visita concedeu um prazo de 30 dias para a gestão resolver os problemas.

Na UBS São Sebastião os fiscais observaram no consultório iluminação deficiente, paredes com infiltração e foco de insalubridade, uma pia apenas para lavar instrumental e higienização das mãos dos profissionais da equipe de Saúde Bucal, insumos vencidos, existência de apenas um cesto de lixo (o exigido são dois), além de apenas um kit de caneta no consultório, seringa tríplice danificada e alguns pacotes sem data de esterilização.

Já na UBS Josefa Maria Alves o consultório visitado não tem suporte para a caixa de perfuro cortantes, a iluminação é insuficiente, o mocho não tem encosto, infiltração na parede debaixo da pia, além da existência de apenas uma lixeira, insumos vencidos e pacotes de material sem a data de esterilização.

Na UBS de Conceição José Pereira da Silva os problemas são infiltração e foco de insalubridade perto do aparelho de ar condicionado, ausência de suporte para caixa de lixo perfuro cortantes, paredes com algumas rachaduras, existência de apenas um kit de caneta. A Fiscalização também encontrou iluminação deficiente no consultório e considera necessário uma estrutura por fora da janela que impeça a entrada de água da chuva.  

LAGOA DE PEDRA

No município de Lagoa de Pedra a fiscalização do CRO-RN esteve em duas unidades básicas para confirmação de desinterdição que foi feita à distância, após a secretaria Municipal de Saúde enviar fotos dos serviços realizados depois da primeira visita em fevereiro deste ano.

Os Fiscais Souza Junior e Petula estiveram na UBS Mandú  e confirmaram que todas as todas as solicitações da visita de 25 de fevereiro foram atendidas.

Na UBS Dona Lia, visitada naquela mesma data, os fiscais observaram que a maioria das solicitações agora foi atendida.

“No entanto, o colete de proteção para Raio X para adulto que se encontrava danificado, continua no consultório, e pela observação do livro de procedimentos, o procedimento continuou sendo feito,  mesmo após a verificação de que o mesmo não apresentava nenhuma proteção ao paciente”, informa o relatório da visita do dia 2 de maio.

Como da vez anterior, os fiscais agora solicitaram a suspensão do procedimento de tomada de Raio X até que um novo colete seja adquirido, bem como a remoção do aparelho da sala, já que o existe não oferece nenhuma proteção ao paciente.

A desinterdição à distância do consultório foi confirmada parcialmente, devendo a gestão providenciar um novo colete de proteção para que volte a funcionar o raio X.

A equipe de Fisclização também foi até à UBS Projeto Crescer para uma visita de retorno, porém a mesma se encontrava fechada. O termo de visita foi colocado por baixo da porta da unidade.

Confira a galera a galeria de fotos clicando aqui

Outras Notícias