;

Notícias

  1. CRO RN
  2. Notícias

Presidente do CRO-RN anuncia criação de comenda Dr. Fernando Rezende nos 30 anos da Academia

Presidente do CRO-RN anuncia criação de comenda Dr. Fernando Rezende nos 30 anos da Academia

O presidente do CRO-RN, Gláucio de Morais e Silva, participou nesta sexta-feira, 15, da sessão solene de comemoração dos 30 anos de fundação da Academia Norte-rio-grandense de Odontologia. Na solenidade, que aconteceu as 19horas no auditório da entidade, no bairro de Tirol, ele anunciou a criação da Comenda Dr. Fernando Dantas Rezende por parte do Conselho para homenagear pessoas que se destacam em prol da odontologia potiguar.

A sessão de aniversário foi aberta pela presidente da Academia, a cirurgiã-dentista Moema de Lemos Santos Barreto, que fez um breve histórico da fundação da entidade, criada em 15 de março de 1989.

A Academia em sua sessão especial homenageou o cirurgião-dentista Nelson João da Silva, que recebeu das mãos da presidente Moema Barreto uma placa e o título de Acadêmico Honorário pelos excelentes serviços prestados à odontologia potiguar.

Na sessão, o presidente do CRO-RN anunciou a criação da Comenda Dr. Fernando Dantas Rezende, honraria a ser entregue de dois em dois anos, ao final de cada gestão, a uma pessoa que se destacou pelo seu trabalho em prol da Odontologia no Rio Grande do Norte, podendo ser profissional da odontologia ou não.

O homenageado será escolhido pelo plenário do CRO-RN ao final da atual gestão do presidente Gláucio de Morais e Silva, em 2020, com o homenageado recebendo a comenda no mês de julho do referido ano.

O HOMENAGEADO DA COMENDA

A criação da comenda Dr. Fernando Dantas de Rezende foi uma sugestão do cirurgião-dentista Givaldo Soares, numa homenagem in-memoriam a este cirurgião-dentista que morreu aos 89 anos em 16 de novembro de 2013.

Pai de seis filhos, um deles o também cirurgião-dentista Jorge Leite Dantas de Rezende, e do jornalista Flávio Rezende, o Dr.  Fernando foi um dos pioneiros da odontologia potiguar e tinha a inscrição de número 16 do CRO-RN (Conselho Regional de Odontologia do Rio Grande do Norte).

Aluno da primeira turma do curso de dentista da Faculdade de Odontologia, Fernando Rezende recebeu várias comendas e medalhas da ABO-RN e dá nome a uma das salas do prédio da associação no bairro da Candelária.

Ao anunciar a comenda, o presidente do CRO-RN lembrou que o cirurgião-dentista Nelson João foi um grande amigo do doutor Rezende, inclusive trabalhando para ele como protético.

“O doutor Fernando Rezende deixou de trabalhar com prótese após a graduação de seu amigo Nelson João em Odontologia, passando para ele seus clientes, pois não desejava ter outro protético como substituto do amigo”, contou Gláucio Morais.

HOMENAGEM AO DR. NELSON JOÃO

Na sessão solene, o novo Acadêmico Honorário, o professor e Dr. Nelson João da Silva relembrou sua vida em Lagoa dos Gatos, Pernambuco, onde nasceu e trabalhou desde a tenra idade como lavador de cavalos, verdureiro e alfaiate para ajudar a família pobre.

O doutor Nelson João contou da carta que enviou a um médico amigo da família que residia em Natal pedindo uma chance para vir trabalhar na capital potiguar. Em 1951, pedindo carona, ele deixou Lagoa dos Gatos para iniciar o aprendizado de um oficio como protético no Laboratório Galvão, em Natal, dos pioneiros irmãos protéticos Abbott Galvão.

O professor e cirurgião-dentista aproveitou a sessão para fazer uma doação para o museu de Odontologia da Academia de equipamentos para confecção de próteses e de duas próteses feitas de bola de bilhar, que durante 40 anos ele guardou consigo.

Segundo o doutor Nelson, 87 anos, as próteses ele obteve de um operário de uma fabrica de sabão de Santa Cruz, no interior do Rio Grande do Norte, que as esculpiu a partir de uma bola de bilhar, que foi cortada ao meio, na década de 60.

Ele confeccionou uma nova prótese ao operário, presenteando-o, e recebeu as inusitadas próteses de bola de bilhar como relíquias da criatividade humana.

Ex-professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o doutor Nelson João lembrou ainda que entrou para a graduação de Odontologia sem fazer o primário, estudando só a partir do ginásio, já que na sua infância não teve a oportunidade de estudar e foi trabalhar para ajudar a familia. 

Além de Lagoa dos Gatos e Natal, o doutor Nelson João morou em Lisboa, Portugal, onde trabalhou durante 30 anos, retornando a capital potiguar em 2016.

A Academia Norte-rio-grandense de Odontologia em seus 30 anos já promoveu cursos, palestras e diversos outros eventos sociais, culturais e científicos, homenageando os próceres da profissão e colaboradores.

Entre os seus 85 patronos acadêmicos e titulares, estão vários ex-professores e professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UnP e Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, além de cirurgiões-dentistas que trabalham ou trabalharam em prol da odontologia potiguar.

A Academia abriga o Museu de Odontologia Dr. Solon de Miranda Galvão, fundado pelo cirurgião-dentista Clemente Galvão Neto, já falecido, e que reúne mais de 16 mil peças. O museu tem visitas agendadas.

Fundada em 15 de março de 1989, a Academia é reconhecida de Utilidade Pública Estadual, Municipal e Federal. Tem a finalidade de desenvolver cultural e cientificamente a Odontologia, além de reverenciar seus destacados profissionais e preserva a memória e o patrimônio da odontologia potiguar.

Está localizada na Rua Dr. Múcio Galvão, 480, no bairro do Tirol, em Natal, onde no seu segundo andar guarda o acervo do Museu de Odontologia.  

Após a sessão dos 30 anos, os academicos e convidados participaram de um coquetel oferecido pela Academia. 

Confira a galera a galeria de fotos clicando aqui

Outras Notícias